PUBLICIDADE
Terça, 12 de Novembro de 2019

Notícias Mais Motors

  • 08/10/2019
  • SUV

 

Esqueça (quase) tudo que você sabe sobre o Chevrolet Tracker. Não que o modelo atual deixe a desejar, mas é que a nova geração está chegando para mudar a condição do SUV no mercado brasileiro. De um SUV que é coadjuvante do segmento, devido às limitações de vir importado do México, o novo Tracker 2020 terá posicionamento e volume para brigar com os líderes da categoria - em outras palavras, saltar da média atual de 1,3 mil unidades mensais para pelo menos o triplo disso. 

Já à venda na China, o novo Tracker pertence à mesma família dos novos Onix e Onix Plus. É feito sobre a plataforma GEM (Global Emerging Markets), fruto de uma parceria entre a General Motors e a chinesa SAIC. Espere, portanto, por uma evolução como a vista nos irmãos de projeto, incluindo os mesmos equipamentos que destacaram sedã e hatch em suas respectivas categorias. 


Diferentemente de Onix hatch e sedã, que cresceram substancialmente, o Tracker manteve praticamente as mesmas medidas de antes - as principais mudanças ficam por conta da altura reduzida e do porta-malas ampliado para 390 litros. Veja na tabela abaixo as dimensões do novo Tracker contra o atual e seus principais futuros concorrentes:


O interior trará elementos que conhecemos no Onix, como o volante de três raios com a base reta, painel de instrumentos com tela LCD para o computador de bordo e também a central multimídia MyLink 3, incluindo a oferta de internet wi-fi com 4G a bordo. Também podemos esperar por itens como carregador de celular por indução, partida por botão, ar-condicionado digital, alerta de ponto cego e o sistema de estacionamento automático (easy park). Pode até ir além se trouxer todas as atrações da versão chinesa, como retrovisor eletrocrômico e teto-solar panorâmico.  


O atual motor 1.4 turbo de 4 cilindros será trocado por um inédito 1.2 turbo, com 3 cilindros (mesma família do 1.0 turbo dos novos Onix), ainda sem qualquer informação sobre potência e torque (a versão aspirada desse 1.2 gera 90 cv). Como referência, o 1.0T tem 116 cv e 16,3/16,8 kgfm de torque, sem injeção direta de combustível. O câmbio automático será de 6 marchas e a tração, dianteira. Ainda não há confirmação da oferta de câmbio manual, devido à pouca procura neste segmento.

Com o novo Tracker agora feito na região, a Chevrolet terá uma gama mais ampla de versões (hoje só existem a LT e a Premier) para atuar praticamente em todas as faixas do segmento de SUVs compactos. A julgar pelo posicionamento agressivo de preço dos novos Onix e Onix Plus, podemos esperar que a nova geração chegue custando até menos que o modelo de hoje, tabelado a partir de R$ 94.890. Quem apostar na seara dos R$ 85 mil para a versão de entrada LT, na faixa onde começa o Nissan Kicks CVT, pode se dar bem.

Motor1

A Hyundai divulgou nesta quarta-feira (4) as primeiras imagens da nova geração do HB20. O lançamento do veículo está marcado para o dia 16 de setembro.

Veja 60 lançamentos esperados até o fim do ano
Desde o início do ano, o HB20 roda em testes, camuflado. O modelo passará pelas mudanças mais profundas desde sua estreia, em 2012.

Também neste ano a Chevrolet deverá lançar a segunda geração do Onix, lançado na mesma época. Desde então os dois estão no pódio dos carros mais vendidos do Brasil.

Compare o HB20 antes e depois das mudanças:

ANTES

Hyundai HB20 2019, a primeira geração — Foto: Divulgação

Hyundai HB20 2019, a primeira geração — Foto: Divulgação


DEPOIS

Segunda geração do HB20 — Foto: Divulgação/Hyundai

Segunda geração do HB20 — Foto: Divulgação/Hyundai


ANTES

Hyundai HB20 2019 — Foto: Divulgação

Hyundai HB20 2019 — Foto: Divulgação


DEPOIS

Nova geração do HB20 — Foto: Divulgação/Hyundai

Nova geração do HB20 — Foto: Divulgação/Hyundai


G1 Carros

 

As vendas de veículos novos cresceram 12% no 1º semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com a federação dos concessionários, a Fenabrave.

Em comparação com o mesmo período de 2018, apenas 3 das 17 categorias têm novos líderes: veículos de entrada, SUVs e SW médio. Além disso, entre todos os segmentos, Fiat e Chevrolet ficaram empatadas com o maior número de primeiros colocados: 4 para cada.

Veja abaixo os campeões por categorias, de acordo com a classificação da Fenabrave.

Veículo de entrada

Renault Kwid Outsider — Foto: Divulgação/Renault

Renault Kwid Outsider — Foto: Divulgação/Renault


Por mudanças no método da Fenabrave, o Kwid assumiu a liderança na primeira categoria - o antigo líder, Ford Ka, passou a figurar entre os hatches pequenos, a seguir. Assim como há um ano, o Etios permanece no 5º lugar.

Renault Kwid - 40.520 unidades

Volkswagen Gol - 38.303

Fiat Mobi - 26.375

Fiat Uno - 9.572

Toyota Etios HB - 8.959

Hatch pequeno

Chevrolet Onix Joy 2019 — Foto: Chevrolet/Divulgação

Chevrolet Onix Joy 2019 — Foto: Chevrolet/Divulgação


Mesmo com a entrada do Ka para o ranking, nada mudou no pódio, que permanece, respectivamente, com Chevrolet Onix e Hyundai HB20. Este é o segmento com maior volume de vendas no país. O primeiro colocado, por sinal, lidera com muita folga: emplacou mais do que o dobro do vice-líder.

Chevrolet Onix - 116.906 unidades

Hyundai HB20 - 52.995

Ford Ka - 50.646

Fiat Argo - 36.211

Volkswagen Polo - 32.025

Hatch médio

Chevrolet Cruze hatch — Foto: Divulgação

Chevrolet Cruze hatch — Foto: Divulgação


Cada vez mais em queda, os hatches médios tiveram apenas 0,48% do mercado no acumulado deste ano. Com o Golf agora sendo vendido em apenas uma configuração e o Focus com a produção encerrada, o Cruze manteve os números do ano passado e aguarda por uma reestilização, neste ano.

Chevrolet Cruze - 2.716 unidades

Volkswagen Golf - 979

Ford Focus - 459

Mercedes-Benz A250 - 336

Volvo V40 - 241

Sedã pequeno

Chevrolet Prisma — Foto: Divulgação

Chevrolet Prisma — Foto: Divulgação


Mesmo prestes a ganhar uma geração totalmente nova, o Prisma vendeu mais do que no mesmo período do ano passado (quando emplacou 32.015 unidades). Ainda no ranking, o Etios Sedan deu lugar ao Renault Logan.

Chevrolet Prisma - 40.846 unidades

Ford Ka Sedan - 22.886

Hyundai HB20S - 15.835

Volkswagen Voyage - 15.368

Renault Logan - 12.698

Sedã compacto

Volkswagen Virtus — Foto: Divulgação

Volkswagen Virtus — Foto: Divulgação


Aqui dois modelos foram substituídos em relação ao ano passado. O descontinuado New Fiesta deu lugar ao Yaris Sedan, que aparece na 2ª posição. O 5º lugar tem uma comparação ainda mais interessante: em 2018 era do Lifan 530, agora é do Chery Arrizo 5 - curiosamente, dois chineses.

Volkswagen Virtus - 21.965 unidades

Toyota Yaris Sedan - 14.751

Honda City - 7.836

Chevrolet Cobalt - 6.704

Chery Arrizo 5 - 1.056

Sedã médio

Toyota Corolla — Foto: Marcelo Brandt/G1

Toyota Corolla — Foto: Marcelo Brandt/G1


Assim como no caso do Prisma, o Corolla está prestes a ganhar uma nova geração (com direito a uma versão híbrida flex), mas segue reinando na categoria. Com o Focus fora de linha, o Sentra assumiu seu lugar no ranking.

Toyota Corolla - 26.084 unidades

Honda Civic - 13.584

Chevrolet Cruze - 8.979

Volkswagen Jetta - 5.833

Nissan Sentra - 1.457

Sedã grande

Novo BMW Série 3 — Foto: Marcelo Brandt/G1

Novo BMW Série 3 — Foto: Marcelo Brandt/G1


Mesmo com outras opções no mercado, a categoria de sedãs grandes tem na liderança apenas modelos alemães. Neste semestre, porém, nenhum Audi apareceu entre os 5 mais vendidos.

BMW 320 - 772 unidades

Volkswagen Passat - 668

Mercedes-Benz Classe C - 497

BMW 330I - 486

Mercedes-Benz CLA 180 - 367

SUV

Jeep Renegade 2019 — Foto: Divulgação

Jeep Renegade 2019 — Foto: Divulgação


A Jeep conquistou uma dobradinha no ranking do primeiro semestre, com Renegade e Compass. Os demais modelos do top 5 são os mesmos do ano passado, apenas em ordens diferentes.

Jeep Renegade - 33.048 unidades

Jeep Compass - 28.033

Nissan Kicks - 25.826

Hyundai Creta - 24.247

Honda HR-V - 23.696

Pick-up pequena

Fiat Strada — Foto: Divulgação

Fiat Strada — Foto: Divulgação


Por aqui, absolutamente nada muda. A Strada, mesmo já veterana, tem números expressivamente superiores aos da concorrência. Um novo modelo substituirá a picape a partir do ano que vem.

Fiat Strada - 36.273 unidades

Volkswagen Saveiro - 18.986

Chevrolet Montana - 6.407

Pick-up grande

Fiat Toro 2020 — Foto: Divulgação/Fiat

Fiat Toro 2020 — Foto: Divulgação/Fiat


Sem concorrentes diretos - apesar de isso já estar nos planos das outras marcas, a Toro acaba ficando posicionada entre as picapes médias. Por isso, o modelo segue com folga na liderança.

Fiat Toro - 28.599 unidades

Toyota Hilux - 19.810

Chevrolet S10 - 14.114

Ford Ranger - 9.740

Volkswagen Amarok - 9.433

Furgões

Renault Master — Foto: Divulgação

Renault Master — Foto: Divulgação


Se no ano passado o Ducato perdeu força por estar desatualizado, em 2019 o modelo voltou ao jogo e ficou em 2º lugar - porém, ainda longe dos números do rival Master.

Renault Master - 4.308 unidades

Fiat Ducato - 2.319

Volkswagen Express 1.551

Hyundai HR - 1.262

Kia K2500 - 1.208

Furgões pequenos

Fiat Fiorino — Foto: Divulgação

Fiat Fiorino — Foto: Divulgação


O furgão da Fiat pode vender muito mais do que os rivais, que são maiores, mas isso não significa que a Peugeot Citroën não esteja comemorando o sucesso de Partner e Berlingo no Brasil. O Kangoo não aparece mais.

Fiat Fiorino - 7.554 unidades

Peugeot Partner - 982

Citroën Berlingo - 216

SW médio

Fiat Weekend — Foto: Divulgação/Fiat

Fiat Weekend — Foto: Divulgação/Fiat


Com números próximos, a Weekend ultrapassou a Space Fox, que era líder no ano passado.

Fiat Weekend - 1.875 unidades

Volkswagen Space Fox - 1.636

SW grande

Volkswagen Golf Variant 2018 — Foto: Divulgação

Volkswagen Golf Variant 2018 — Foto: Divulgação


Números cada vez menores e a quantidade cada vez mais escassa de integrantes mostram que as peruas estão morrendo no Brasil. A Golf Variant, por exemplo, lidera no segmento mesmo já não sendo mais vendida no Brasil desde fevereiro.

Volkswagen Golf Variant - 112 unidades

Volvo V60 - 54

Audi RS4 - 32

Monocab

Honda Fit — Foto: Celso Tavares/G1

Honda Fit — Foto: Celso Tavares/G1


O Fit mantém estáveis seus números por não possuir um rival direto. O modelo é estranhamente colocado ao lado dos furgões Doblò e Kangoo.

Honda Fit - 13.193 unidades

Fiat Doblò - 2.395

Renault Kangoo - 13

Grandcab

Chevrolet Spin Premier — Foto: Divulgação/Chevrolet

Chevrolet Spin Premier — Foto: Divulgação/Chevrolet


Assim como as peruas, as minivans também desapareceram do mercado brasileiro - e a Spin comemora isso com bons números de vendas. O C4 Picasso não está mais à venda no Brasil.

Chevrolet Spin - 13.273 unidades

Kia Carnival - 104

Citroën C4 Picasso - 39

Sports

Ford Mustang GT 2019 — Foto: Divulgação/Ford

Ford Mustang GT 2019 — Foto: Divulgação/Ford


As mudanças visuais e mecânicas trouxeram o Camaro de volta ao ranking, mas não foram suficientes para ele alcançar o Mustang, que vendeu mais do que o dobro no primeiro semestre de 2019. Em relação ao ano passado, o Audi TT deixou de aparecer entre os 5.

Ford Mustang - 213 unidades

Porsche 718 Boxster - 144

Porsche 911 - 92

Chevrolet Camaro - 87

Porsche 718 Cayman - 65

G1 Carros

scroll up